Nubank permite abertura de conta digital para público geral
< Voltar para notícias
265 pessoas já leram essa notícia  

Nubank permite abertura de conta digital para público geral

Publicado em 14/06/2018 , por Tássia Kastner e Filipe Oliveira

Fintech chega a 1,5 milhão de contas digitais

Em testes desde outubro, a conta digital da  Nubank, principal representante do setor de fintechs (empresa iniciante de tecnologia financeira) começa a ser liberada para todos os interessados a partir desta quarta (13).

Assim como o cartão de crédito da empresa, a conta também não tem cobrança de tarifas. É possível fazer pagamento de boletos, além de transferências entre contas da instituição e outros bancos. Não há, porém, cartão de débito para pagar compras ou sacar dinheiro.

O valor depositado em conta é aplicado automaticamente em títulos públicos pela instituição. Os rendimentos são devolvidos em todo dia útil, a taxa equivalente a 100% do CDI (Certificado de Depósito Interbancário).

A Nubank afirma que 1,5 milhão de clientes utilizam o serviço desde o lançamento para testes. A fintech tem 4 milhões de clientes com cartões de crédito, cerca de um quarto dos 16 milhões que se cadastraram. Cerca de R$ 4 bilhões foram transacionados no período.

Uma diferença importante entre os dois serviços é que a concessão do cartão depende de análise de crédito dos interessados. 

Cristina Junqueira, fundadora e vice-presidente do Nubank, diz que a conta digital permitirá que a empresa conheça melhor o perfil de gastos e a renda de potenciais clientes, que hoje não têm cartão de crédito aprovado. "Nossa frustração é não conseguir aprovar todo mundo", disse. 

A partir de 1º de julho, será possível fazer portabilidade de salário para a conta Nubank.

Assim como no caso do cartão, o Nubank usará o apelo de um atendimento digital e a isenção de tarifas para se apresentar como diferente dos bancos tradicionais. 

Segundo Junqueira, as receitas virão de serviços prestados. Quando um cliente paga uma conta pela NuConta ou recebe uma transferência de outra instituição, a fintech fica com um percentual da tarifa paga pelo serviço.

"Da mesma maneira que a gente viu muita mudança no setor com o cartão, a gente espera ver movimento semelhante com o lançamento da conta", diz Junqueira.

A conta da Nubank, porém, possui algumas limitações em relação a dos bancos tradicionais, entre elas estão a ausência de um cartão de débito. Segundo a cofundadora do Nubank, está em estudo a possibilidade de oferecer um cartão de débito, mas não é um plano de curto prazo.

No futuro, também serão oferecidos outros serviços de crédito e de investimentos. O Nubank recebeu autorização do Banco Central para atuar como financeira, mas a empresa ainda está em fase de estruturação. Junqueira afirma que ela estará operacional até o final do ano.

Fonte: Folha Online - 13/06/2018

265 pessoas já leram essa notícia  

Notícias

Ver mais notícias

Perguntas e Respostas

Ver mais perguntas e respostas