Com juros baixos, reclamações de golpes financeiros disparam
< Voltar para notícias
180 pessoas já leram essa notícia  

Com juros baixos, reclamações de golpes financeiros disparam

Publicado em 10/02/2020

Reclame Aqui registrou mais de 350 queixas sobre pirâmides financeiras em 2019

Debaixo do colchão

O cenário de juros em queda, que estimulou a movimentação das aplicações de renda fixa para ativos com maior potencial de retorno, favoreceu também a proliferação de golpes. Os mais comuns são esquemas de empresas de internet desconhecidas que convencem pequenos investidores a injetar suas economias com promessa de retorno rápido. Levantamento do Reclame Aqui feito para a coluna registrou 353 queixas sobre possíveis pirâmides no ano passado, ante 92 em 2018.

Charles Ponzi 

Ainda conforme a pesquisa do site de reclamações, mais de dez empresas foram identificadas como prováveis pirâmides em 2019. 

 

Tarde demais 

Para Mauricio Vargas, presidente do Reclame Aqui, os esquemas atraem tanta gente porque os primeiros que caem na fraude, de fato, têm lucro no começo. Isso os leva a fazer propaganda positiva do suposto investimento. Quem remunera a fraude é a segunda leva de vítimas.

Cofrinho 

No ano passado, uma empresa chamada Unick Forex foi indiciada por esquema do tipo. Segundo a Polícia Federal, 1 milhão de pessoas colocaram dinheiro. A A2 Trader, que prometia ganho de 4% ao dia, tirou o site do ar.

Ovos na mesma cesta 

O caso mais recente que começa a reunir relatos de pequenos investidores nas redes é o da agência Fasttur, que atuava com a Nova Consultoria Investimentos. Segundo advogados de clientes, , as parcelas das remunerações deixaram de ser pagas no fim do ano.  

Risco e retorno

Vitória Saddi, professora do Insper, ensina que o investimento em renda variável nunca pode oferecer retorno garantido. Em geral, aplicações com expectativa de retorno alto também têm risco maior.

Fonte: Folha Online - 08/02/2020

180 pessoas já leram essa notícia  

Notícias

Ver mais notícias

Perguntas e Respostas

Ver mais perguntas e respostas